Home

E se você pudesse ser um explorador do futuro

Hey tripulante do futuro! Como comunicador de um futuro que se molda a cada ideia compartilhada, senti a necessidade de falar sobre a minha visão pessoal de futurismo e porque acredito que o ato de explorar e, posteriormente, construir o futuro vai estar cada vez mais presente nos papos cotidianos...

Saiba mais

E se você pudesse ser um explorador do futuro

Como construir o seu próprio bio-bot

Nos últimos anos, alguns pesquisadores da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (UIUC) vinham fazendo uma engenharia reversa com tecidos e órgãos biológicos para criar minúsculos “bio-bots”. Essas pequeninas “máquinas biológicas” desenvolvidas por eles, conseguem caminhar acionadas por células musculares, controladas por pulsos elétricos e ópticos. Semana passada, em um paper...

Saiba mais

Como construir o seu próprio bio-bot

A revolução dos medicamentos e o entendimento da vida

Pesquisadores da Universidade de Toronto (no câmpus Scarborough) desenvolveram um conjunto de algoritmos de aprendizado de máquina (machine learning) capaz de gerar estruturas 3D em nanoescala de moléculas de proteína. Espera-se que esses novos algoritmos revolucionem o desenvolvimento de novas terapias farmacológicas para uma diversidade de doenças, podendo inclusive explicar...

Saiba mais

A revolução dos medicamentos e o entendimento da vida

Criado o primeiro organismo semi-sintético, abrindo possibilidade para manipular qualquer processo de vida

Qualquer forma de vida, tal qual conhecemos, contém quatro bases que se unem para formar os degraus da escada do DNA: adenina (A), timina (T), guanina (G) e citosina (C). Estas são as quatro bases do alfabeto do DNA que são simplesmente rearranjadas para criar diferentes organismos: bactérias, formigas, borboletas,...

Saiba mais

Criado o primeiro organismo semi-sintético, abrindo possibilidade para manipular qualquer processo de vida

Clínica Mayo: atividades mentalmente estimulantes, mesmo depois dos 70 anos, podem prevenir o risco de declínio cognitivo

Pesquisadores da Clínica Mayo chegaram à conclusão de que se você fizer atividades mentalmente estimulantes, mesmo depois dos 70 anos de idade, teria um menor risco de iniciar um Comprometimento Cognitivo Leve (CCL – que seria o estágio intermediário entre o envelhecimento cognitivo normal e a demência) durante um período...

Saiba mais

Clínica Mayo: atividades mentalmente estimulantes, mesmo depois dos 70 anos, podem prevenir o risco de declínio cognitivo

FIQUE POR DENTRO!

Receba nossos melhores conteúdos gratuitamente!

Pin It on Pinterest